Diferenças entre a Oktoberfest do Brasil e da Alemanha

Nesse sábado começa a Oktoberfest aqui em Munique, a original e maior Oktoberfest do mundo. E para nós brasileiros, principalmente para quem é do sul, onde festejamos a segunda maior Oktoberfest do mundo, que acontece em Blumenau, Santa Catarina, acaba rolando uma curiosidade maior de saber como é a daqui da Alemanha.

Há mais ou menos um ano eu tive que preparar uma apresentação para a minha turma de alemão sobre qualquer tema que eu quisesse, e como era época de Oktoberfest, achei interessante mostrar como o Brasil é um mix de culturas e como a alemã é bem presente no lugar de onde eu vim. Eu quis explicar também que, apesar da influência da colonização ainda estar visível em muitos lugares, a gente já faz tudo do nosso jeitinho e acaba que a nossa Oktoberfest é bem diferente da deles.

Fiquei tão orgulhosa da minha apresentação sobre a diferença da festa nos dois países que hoje transformo ela em texto aqui do blog. Assim, quem ainda não teve a experiência de participar de alguma das duas festas pode saber um pouco mais sobre elas.

Origem

pferderennen-oktoberfest-1810-hess_1920
“A primeira Oktoberfest em 17/10/1810”. Pintura de Wilhelm Kobell. Fonte: Wiesnkini.

Devido à colonização e forte tradição alemã da cidade, empresários de Blumenau idealizavam criar uma festa que evidenciasse esses costumes e mostrasse a cultura alemã ainda presente ali. Depois de uma forte enchente causar bastante destruição e prejuízo, achou-se que era o momento perfeito para colocar a ideia em prática e ainda levantar fundos para a reconstrução da cidade. A primeira edição da Oktoberfest de Blumenau, em 1984, durou 10 dias e teve 102 mil visitantes. Dessa forma, viu-se que a festa tinha um grande potencial de entrar para o calendário da cidade, tornando-se então anual.

Já a primeira Oktoberfest em Munique aconteceu em 17 de Outubro de 1810, com uma corrida de cavalos para comemorar o casamento do Rei Ludwig com a Princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen (saúde!) que aconteceu 5 dias antes, no dia 12. A festa foi realizada em um campo, na época um pouco distante do centro da cidade, que desde então é chamado de Theresenwiese (na tradução, Campo de Teresa).

A comemoração foi um sucesso tão grande, que no ano seguinte resolveram repeti-la. Desde então, a festa foi ganhando um caráter mais folclórico, hoje sendo a maior festa popular do mundo.

Local

Oktoberfest-Munique-de-cima
Oktoberfest de Munique vista de cima. Fonte: Zeit.

Em Blumenau, a festa acontece no Parque Vila Germânica e em Munique no campo Theresienwiese. A organização das festas é a maior diferença de todas para mim, o que faz uma ser tão diferente da outra.

A Oktoberfest de Blumenau conta com a “praça de alimentação” fora dos galpões e a dança e bebida são direcionadas para dentro dos galpões, apesar de se poder beber em qualquer lugar da festa, o que a torna bem agitada. A dinâmica acaba sendo de uma vibe mais tranquila durante o dia, para aqueles que vão com a intenção de assistir o desfile no centro da cidade, degustar as comidas típicas no pavilhão, brincar com as crianças no pequeno parque de diversões montado em anexo ao pavilhão.

Em Munique, tudo parece bem junto e misturado: barraquinhas de jogos, brinquedos de parque de diversões e barracas de tudo quanto é comida, tudo um do lado do outro. É tanto brinquedo que gira do lado de barraquinha de comida que a gente se pergunta o tempo todo como essa festa pode dar certo. Mas existem as tendas das cervejarias, e só se vendem bebidas alcoólicas dentro dessas tendas, e somente quando você está sentado.

A diferença em números

Enquanto a Oktoberfest de Blumenau começa durante a primeira semana de Outubro e termina no penúltimo domingo do mesmo mës, honrando o nome da festa, a de Munique inicia no primeiro sábado após o dia 15 de Setembro e normalmente termina no primeiro domingo de Outubro (ano passado terminou na terça-feira dia 3, para emendar com o feriado de Reunificação da Alemanha). E aí é natural surgir a dúvida do porquê a OKTOBERfest ser em Setembro por aqui. A resposta é bem simples: o clima. Em Outubro o tempo aqui já está bem mais frio, por isso a data da festa foi adiantada em um mês.

Esse ano as festas terão a duração de 19 e 16 dias, respectivamente. Aqui a festa começa nesse sábado dia 22 de Setembro e termina no dia 7 de Outubro.

O tamanho da área do local da festa no Brasil é de 2,6 hectares, já na Alemanha são 34,5 hectares, ou seja, mais de 13 vezes maior! Em 2017, 568.027 pessoas beberam 612.223 litros de chopp em Blumenau. Em Munique foram 6,2 milhões de pessoas bebendo 7,5 milhões de Maß (aquele canecão de 1 litro).

O preço da entrada para a festa em Blumenau varia dependendo do dia da semana, por exemplo nas segundas-feiras é gratuito, já nos sábados ou feriados R$40. Aqui em Munique não se paga para entrar, você paga somente o que consumir.

As atrações

Atracoes-Oktoberfest-Munique
De alguns ângulos, a Oktoberfest de Munique parece um parque de diversões. Foto: Arquivo pessoal, 2017.

As principais atrações da festa em Blumenau são o desfile no centro da cidade, as bandas nos pavilhões e o concurso de Chopp em Metro, por exemplo. Também em Munique acontece desfiles temáticos, como o desfile das cervejarias e o de trajes típicos.

Para os mais festeiros, com certeza a maior atração aqui são as tendas das cervejarias com os canecões de cerveja e as bandas típicas. Mas os brinquedos de parque de diversão distribuídos pela área toda da festa são talvez a atração que mais diferencie uma Oktoberfest da outra. São inúmeros brinquedos para o público de todos os gostos e todas as idades. 

Os trajes típicos

traje-tipico-alemao-oktoberfest
Trajes típicos da Baviera. Fonte: Wikipedia.

Claro que o traje acaba sendo o mesmo nos dois lugares, típico da região da Baviera. Mas de uma forma ou de outra, cada país acaba alterando algumas coisas e customizando seus trajes.

O traje feminino é o vestido com avental, comprido na altura das canelas, chamado de Dirndl, usado com meia fina e sapatinho. Já o masculino consiste na bermuda de couro com suspensório, Lederhosen em alemão, com a meia alta, colete e chapéu, esses muitas vezes decorados com broches e penas.

traje-tipico-oktoberfest-alemanha
Meu traje meio alemão-alemão meio alemão-brasileiro. Foto: Arquivo pessoal, 2017.

Por aqui os Dirndl mais usados hoje em dia têm muito mais detalhes, bordados, cetim e decote, e são normalmente usados com tênis ou sapatilhas. Quanto às peças masculinas, o Ledehosen realmente é muito usado, com ou sem o suspensório, e normalmente com camisa quadriculada por baixo.

No Brasil as meninas geralmente usam o arquinho com flores, peça que aqui raramente aparece! Ano passado, vi algumas coroas de flores, mas acho que mais pela moda como um todo do que por fazer parte do look típico.

A cerveja

cervejarias-tendas-oktoberfest-munique
Uma das tendas das cervejarias na Oktoberfest de Munique. Foto: Arquivo Pessoal, 2017.

Ano passado a Oktoberfest de Blumenau serviu o chopp de nove cervejarias, sendo cinco delas da região de Blumenau. Em Munique são servidas cervejas das seis cervejarias tradicionais da cidade: Augustiner, Hacker Pschorr, Hofbräuhaus, Löwenbräu, Paulaner e Spaten. Elas produzem, inclusive, cervejas especiais para a festa, com teor alcoólico mais elevado.

Outra característica diferente, é que no Brasil o vidro é proibido por questões de segurança nos eventos, por isso se bebe em copos de plástico ou as pessoas levam suas próprias canecas de alumínio. Na festa na capital da Baviera, a cerveja é servida nos famosos Maß, os canecões de vidro, nos quais cabe 1 litro de cerveja.

A comida

lebkuchen-oktoberfest-bolacha
Lebkuchen, bolachinha típica da Oktoberfest de Munique. Foto: Arquivo pessoal, 2017.

Brezel com chocolate, Spätzle com linguiça, Batata recheada, tortas e Hackepeter. Fica difícil saber em qual Oktoberfest são servidos esses pratos, né? Esses pratos estavam no cardápio da última edição da festa no Brasil, mas quase todos eles também podem ser encontrados na de Munique.

Além dos pratos servidos dentro das tendas, existem também várias barracas de comidas variadas entre os brinquedos na parte de fora, vocë encontra desde batata frita e cachorro quente, até Käsespätzle e Bratwurst.

Dentro das tendas, apesar de mais cara, a comida é mais tradicional, como o Brathendl (metade de um frango assado para uma pessoa), Schweinhaxn (joelho de porco), diversos tipos de linguiças, brezels e patês.

 

Apesar de a festa original ser a alemã, a Oktoberfest de Blumenau manteve várias características daqui, mas já aceitando e abraçando a influência da cultura brasileira, o que faz a nossa festa também ser maravilhosa, divertida e única. E mesmo sendo bem menor que a de Munique, também tem bastante expressividade e tradição no país, principalmente na região.

Ano passado, na minha primeira vez na Oktoberfest de Munique, eu fiquei impressionada em perceber como as festas são diferentes, como apesar de representarem a mesma cultura, acabam abordando-a de maneiras distintas e sendo sucesso da mesma forma.

E você, já esteve em alguma das duas festas? Qual acha mais a sua cara?

2 Replies to “Diferenças entre a Oktoberfest do Brasil e da Alemanha”

  1. Eu só visitei a Oktoberfest de Blumenau, mas adoraria a de Munique também.

  2. […] E aí, ficou surpreso com algumas das curiosidades? Para saber mais sobre a Oktoberfest de Munique, veja o outro post do blog aqui. […]

Deixe uma resposta