Fehlerkultur: cultura do erro na Alemanha

Depois de mais de quatro anos trabalhando na Alemanha e ver minha ansiedade chegar a níveis que nunca chegaram no Brasil, me virou a chavinha de tentar entender o que tem de diferente na cultura alemã que me aciona esse gatilho. (Já estou em terapia há algum tempo para ME entender melhor também.)

Foi nesse processo que encontrei uma característica da cultura alemã chamado Fehlerkultur. 

O que é a Fehlerkultur?

A Fehlerkultur, traduzido como a cultura do erro ou a cultura do fracasso, refere-se a atitudes de indivíduos, família, colegas de trabalho, empregadores ou da sociedade como um todo em tratar os erros com um foco nocivo, concentrando os esforços em achar, expor e repreender o culpado pelo erro, em vez de rever processos e promover o aprendizado. 

Tratar o erro com o foco em achar e repreender o culpado e não em rever os processos e promover o aprendizado.

A Fehlerkultur que é nociva é chamada por alguns de Fehlerkultur negativa, sendo o oposto a Fehlerkultur positiva, mas outra terminologia me agradou mais. A Fehlerkultur se referindo sempre às atitudes negativas com relação aos erros e o oposto sendo a Lernkultur, a cultura do aprendizado, na qual os erros são vistos como oportunidades de crescimento e melhoria.

De onde vem a Fehlerkultur na Alemanha?

O fator mais apontado como culpado para a cultura do erro como ela é aqui na Alemanha, pelo menos nos podcasts, artigos e entrevistas que eu li, é a escola. 

O fato de os erros serem marcados em vermelho, evidenciando os equívocos dos alunos, assim como as próprias notas são atribuídos pelos erros.

A maior nota no sistema escolar alemão é o 1 e a pior é o 6, ou seja, você vai ganhando pontos conforme você responde equivocadamente às questões.

Como estrangeira, apesar de estar a pouco tempo no país, também já vejo um outro hábito alemão que faz muito sentido nesse cenário que leva à Fehlerkultur: a independência dos indivíduos. As crianças aqui são criadas pelas suas famílias de uma forma muito mais autônoma, assim como a vida sozinhos começa logo junto com o início da vida adulta, aos 18 anos. Ao sair da escola, o comum é ou sair de casa ao entrar para a faculdade ou curso técnico, ou fazer um ano sabático, passar um ano estudando, trabalhando ou viajando em outro país.

A partir daí, voltar para trás pode ser uma opção, mas quase nunca é realmente considerada. A ideia é já conseguir se manter financeira, psico e burocraticamente.

Essa independência também é muito visívell através da cultura dos seguros. Quem nunca ouviu falar que alemão tem seguro para tudo? Pois é, um antigo colega de trabalho polonês que mudou para a Alemanha há mais de 40 anos uma vez me explicou: os seguros servem para que você não precisa depender dos outros quando algo não planejado acontece na sua vida. 

Como é a Fehlerkultur na Alemanha?

Vale dizer que aqui está sendo descrito uma característica da cultura alemã, mas isso não quer dizer que todos os alemães são assim ou que todas as empresas possuem uma cultura do erro.

Para o sociólogo Heinz Bude, a cultura do erro é um mal mais presente na geração de quem tem 40 anos, ele chama essa geração de Geração Zero Erros. Para eles, é imprescindível alcançar o sucesso no relacionamento, na família e na carreira, por isso se sentem frequentemente sobrecarregados, o que pode levar ao estresse e, em casos mais graves, a um burn-out ou depressão.

No geral, a Fehlerkultur no ambiente de trabalho, por exemplo, traz consequências muito negativos para os funcionários e para a empresa como um todo: os colaboradores se sentem menos confortáveis para trazer novas ideias, a comunicação piora devido ao medo de se expor, a produtividade cai e a desmotivação aumenta.

O psicólogo Michael Frese, especializado em psicologia no ambiente de trabalho e Fehlerkultur, realizou uma pesquisa sobre Tolerância com erros em 61 países e em uma lista onde o primeiro colocado é o mais tolerante e o 61 o menos tolerante, a Alemanha ficou em 60! Somente na frente de Singapura.

Minha experiência com a Cultura do Erro na Alemanha

Nesses anos morando na Alemanha, já tive a oportunidade de trabalhar em três diferentes empresas. Em duas delas, pude experienciar de perto e na pele a cultura do erro.

Quando um erro é cometido em ambiente de trabalho, o culpado é procurado. Durante e após esse processo, ele é exposto para muitas pessoas na empresa, causando desconforto e vergonha.

Ao cometer um erro, a pessoa é apontada e continuamente questionada sobre o porquê daquele erro de forma individual e errônea, com o foco na própria pessoa e nunca no treinamento ou nos processos. Enquanto isso, o colaborador poderia ser auxiliado a pensar onde o processo de trabalho pode ser melhorado para evitar tais erros no futuro.

Isso me faz perceber que alguns dos meus colegas de trabalho fogem de atividades e de responsabilidades e tentam jogar as tarefas pros outros, sendo que um dos motivos para tal, pode ser esse medo de errar. Também já tive várias experiências de colegas que não sabem lidar com erros, procurando e expondo culpados.

A intenção desse conteúdo é explicar um aspecto presente na cultura alemã e levar conhecimento para quem vem visitar, estudar e/ou trabalhar no país. Acredito que com mais conhecimento a gente consegue reagir melhor e de maneira mais saudável a atos que podem ser abusivos ou nocivos. 

Saber sobre tudo isso já me ajudou e eu espero que esse conhecimento seja interessante, positivo e útil para você também!

Se você quer consumir esse conteúdo em vídeo, clica abaixo:

Contrate pelos links:
– SEGURO VIAGEM pela Seguros Promo (recomendo o seguro da AssistCard!)
– HOTÉIS pelo Booking.com
– PASSEIOS em Munique pelo GetYourGuide

Gosta do meu conteúdo? Vire membro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s